Manutenção em Micrótomos – Como fazer manutenção em micrótomo?(do tipo faça você mesmo)

Lembrando que as dicas aqui dadas, são somente atribuídas a nível operacional, de modo que você consiga cuidar de seu micrótomo para não ocasionar problemas relacionados ao mal uso ou cuidado do equipamento. As manutenções preventivas e corretivas desses equipamentos devem ser sempre executadas por profissionais capacitados.

Um dos problemas mais comuns que encontramos com micrótomos é a lubrificação. Muitos usuários pensam que se colocarem três gotas de óleo, ou seis, ou sete ou até mesmo vinte, pode melhorar o desempenho do equipamento. O problema disso é que o óleo acaba misturando com a parafina (micrótomos são excelentes misturadores!) formando um gel viscoso que atrapalha na movimentação do canhão, tornando-o pesado, e isso tende a piorar, pois em alguns casos alteram os valores de micras por conta da alta interferência entre o canhão e a camisa.

A chave para uma boa manutenção operacional do micrótomo é LIMPEZA e lubrificação MÍNIMA (quando falamos mínima, é na quantidade, sendo duas gotas fazendo movimentos de ida e vinda no avanço do canhão sempre que possível). Quando terminar de cortar durante o dia, retire a navalha e tire o suporte completo do micrótomo. Para retirar toda parafina, use um solvente (aconselhamos o querosene) em toda região onde caiu parafina, fazendo também uma limpeza no suporte de navalha, pois esse elemento possui partes móveis, com a queda de parafina nessas partes, pode haver o travamento das partes.

Após a limpeza da morsa, verifique sua função: O suporte da morsa está firme? Você consegue observado algum movimento exagerado quando torce ou gira o suporte da morsa? Se houver, você precisa entrar em contato com alguém para realizar o ajuste. Um suporte de morsa com movimentos do tipo podem realizar cortes com baixa qualidade, consequentemente produzindo lâminas ruins.

Agora, acione o freio do volante maior e certifique-se de que está funcionando de maneira adequada. Com o freio acionado, deve ser significativamente mais difícil de girar o volante maior. Se houver movimentação, contate um serviço especializado para resolver a anormalidade. Note que em alguns casos pode acontecer movimentos com o freio acionado. Porém, é uma questão de grau: é mais difícil girar o volante maior com o freio ligado? Se for essa a situação, as coisas provavelmente estão bem.

Verifique e certifique-se se a pressão do mordente que segura a navalha está com a pressão correta. Como fazer isso? Se em até 75% da alavanca, você conseguir finalizar o movimento até o final sem nenhuma pressão, isso é um sinal que o suporte está desregulado.

Limpe todas as ranhuras na base do suporte de navalha com querosene e uma vareta com algodão ou um pincel pequeno.

Coloque 2-3 gotas de óleo em cada eixo do suporte.

Agora o posicione no seu devido lugar.

Nesse momento seu micrótomo deve estar em perfeitas condições para sua próxima rotina. Bom corte!

Publicado por marcosmarinhogt

Marcos I. Marinho de Sousa, fundador e CEO da Gycon Tecnologia, Tecnólogo, Engenheiro de Computação e Pós-graduado na área de Automação e Controle, atua diretamente no desenvolvimento e pesquisa de novas tecnologias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: